Curso de Comunicação em Situações Críticas capacita profissionais do HS

Home Notícias do HS Curso de Comunicação em Situações Críticas capacita profissionais do HS

As profissionais do HS (nas laterais) com Caroline Robinson e os médicos Eduardo Berbigier e Joel de Andrade

Profissionais de saúde de 23 hospitais brasileiros, envolvidos diretamente na assistência a pacientes em protocolo de morte encefálica, marcaram presença no curso de Comunicação em Situações Críticas, promovido pelo projeto DONORS, uma parceria entre o Hospital Moinhos de Vento (RS) e o Ministério da Saúde, dentro do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi-SUS). A capacitação foi realizada na cidade de Porto Alegre, no dia 29 de março, e teve como objetivo transmitir aos 40 participantes conhecimento e estratégias para otimizar a doação de órgãos.

Curso aliou discussão teórica a vídeos e simulações de abordagem

Duas profissionais do HS integrantes da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) participaram do treinamento, que abordou o processo de luto, a comunicação eficaz com familiares, a chamada “escuta ativa”, e o processo de doação no contexto da comunicação de uma má notícia. Durante a capacitação foram exibidos vídeos e realizada simulação do comportamento dos profissionais frente aos familiares de pacientes potenciais doadores.

Outros assuntos foram debatidos, como as razões da negativa familiar, a importância de uma boa comunicação não-verbal e o respeito diante das manifestações de dor na família do paciente. Na avaliação da coordenadora de Serviço Social do HS, Simone Alencar, que esteve no curso, “as atividades permitiram aprofundar a discussão sobre o processo que envolve a doação, resgatando as ações profissionais e possibilitando revisitar o ‘eu’ profissional, no que tange ao aspecto do posicionar-se no lugar do outro”. Segundo Simone, o conhecimento adquirido será reproduzido e aplicado no HS.

Capacitação reuniu profissionais de distintas especialidades

Para a assistente social Daniella Bonfim, que também participou do encontro, “o curso possibilitou ampliar conhecimento, bem como rever ações para favorecer o exercício profissional humanizado, adequado e, sobretudo, pautado no respeito e acolhimento aos familiares dos nossos pacientes”. As representantes do HS interagiram e compartilharam experiência com a líder do projeto DONORS, Caroline Robinson, e com os médicos Eduardo Jardim Berbigier e Joel de Andrade, da Central de Transplantes de Santa Catarina.

O curso do projeto DONORS é inspirado no método espanhol de abordagem às famílias para doação de órgãos, que é referência mundial e já capacitou mais de 7.600 médicos e enfermeiros daquele país.