Curso de Suporte Básico de Vida capacita profissionais do HS

Home Notícias do HS Curso de Suporte Básico de Vida capacita profissionais do HS
curso-bls1

Alunas treinam manobra de ressuscitação cardiopulmonar

Como identificar uma vítima de parada cardiorrespiratória (PCR) e o que fazer em uma situação como essa? Para ensinar profissionais dos mais diversos setores do Hospital do Subúrbio (HS) a agir em casos de emergência do gênero, o coordenador de Ensino e Pesquisa do HS, André Gusmão, reuniu um time de capacitadores internos que promove, periodicamente, o Curso de Suporte Básico de Vida – BLS (do inglês Basic Life Support).

Em sua 10ª edição, realizada na manhã no dia 23 de setembro, no auditório do HS, o curso contou com a participação de 43 profissionais, dentre técnicos de enfermagem e e de segurança do trabalho. A aula aconteceu um mês depois do treinamento da 9ª turma, em 20 de agosto.

Por meio de explicações teóricas e práticas, os alunos aprenderam a reconhecer quando uma pessoa se encontra em parada cardiorrespiratória, a acionar o serviço de emergência e realizar corretamente a técnica de compressão torácica, chamada ressuscitação cardiopulmonar (RCP).

Roberto Regis explica como fazer RCP em crianças

Roberto Regis explica como fazer RCP em crianças

Ao final do curso, os instrutores abriram espaço para que os alunos dessem seu feedback. Após avaliar o curso positivamente, a técnica de enfermagem Verônica Silva agradeceu a oportunidade de ter participado. “Foi muito proveitoso”, disse, seguida por depoimentos animados de outros participantes.

O coordenador do Curso de Suporte Básico de Vida, o enfermeiro Roberto Regis, afirma que a capacitação contribui para formar multiplicadores do conhecimento adquirido. Foi o que aconteceu com o enfermeiro Iure Dantas, coordenador da Enfermagem noturna do HS. Após realizar a versão avançada do curso de suporte de vida, também promovida pelo hospital, Iure viu a oportunidade de retribuir o que aprendeu. Hoje, é um multiplicador, integrando a equipe encarregada de treinar os colaboradores por meio dos cursos de suporte básico e avançado de vida.

Turma do 10º Curso de Suporte Básico de Vida com seus instrutores

Segundo Roberto Regis, aprender o passo a passo inicial que envolve a ressuscitação cardiopulmonar é simples e fácil, permitindo que qualquer pessoa, independente da profissão, seja capaz de fazer as manobras. “O objetivo é salvar vidas, seguindo os protocolos institucionais e internacionais”, explica.

Nessa missão de propagar ao maior número possível de colaboradores do HS a prática do suporte básico de vida, o médico André Gusmão e o enfermeiro Roberto Regis contam com o apoio de um grupo de monitores, composto pelos enfermeiros Iure Dantas, André Livino, Carine Militão e Claudinéia Anunciação. Também atuam no curso capacitadores da Liga Acadêmica do Trauma e Emergências Médicas (LAEME), alunos da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia (FMB-UFBA).