Hospital do Subúrbio promove ações na Semana do Doador Voluntário de Sangue

Home Notícias do HS Hospital do Subúrbio promove ações na Semana do Doador Voluntário de Sangue

IMG_7595Para ampliar o número de doações, sensibilizar os usuários e colaboradores para a importância do ato de solidariedade, além de divulgar a existência do posto da Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado da Bahia (Hemoba) nas dependências da unidade hospitalar, durante a Semana Nacional do Doador Voluntário de Sangue, realizada no período de 23 a 27 de novembro, o Hospital do Subúrbio promoveu palestras na recepção do ambulatório e recepção geral, visitas de grupos de doadores voluntários do entorno, a exemplo dos Jovens da Igreja Universal de Plataforma, Grupo Qualidade de Vida Cajazeiras, Águias da Vida e da Base Naval de Aratu.

De acordo com informações do Serviço Social, com a ação, a previsão é de realizar 500 cadastros e 300 doações no mês. Para controle, e como medida ilustrativa, foi confeccionada uma “Gota da Esperança”, que está sendo preenchida com um adesivo vermelho a cada doação pelos próprios voluntários. Ainda como ação de relacionamento, no dia 25, foi oferecido um lanche especial para os doadores, com direito a cupcake e saquinho de bala com agradecimento.

A doação de sangue pode significar uma vida num hospital de urgência e emergência. No HS, familiares de pacientes que necessitam de doação de sangue são orientados a doar em prol de seus entes queridos. Nesses casos, a equipe do Hospital do Subúrbio presta informações sobre como a pessoa deve proceder. O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30.

“Conhecendo o perfil de urgência e emergência do HS, onde a maioria dos casos de pacientes que dão entrada na unidade, para garantir uma melhora no seu quadro, pode em algum momento precisar fazer uso de sangue ou algum componente, a doação precisa deixar de ser um desafio diário da instituição. A começar pelos colaboradores, todos devem ter a consciência da importância desse ato, e realizando o trabalho difícil de captação de doadores, percebo que a falta de informação ainda é um dos motivos que leva as pessoas a não realizarem a doação. Sem falar nos velhos mitos e os medos. Cabe então a cada um de nós profissionais da área de saúde, em especial os médicos, abraçarem essa causa e incentivar a doação”, argumenta a assistente social Mônica Fernanda Galvão.

Critérios de doação
Para doar sangue, o voluntário deve estar em boas condições de saúde; pesar 50 quilos ou mais; e ter idade entre 16 e 69 anos – menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável legal, para cada doação. É necessário estar bem alimentado, tendo, preferencialmente, ingerido alimentos sem gordura, e portar um documento oficial com foto (RG, carteira de trabalho, carteira de motorista ou de reservista) em bom estado de conservação.
Não podem doar sangue mulheres grávidas, em fase de amamentação, ou no período de três meses após o parto; aqueles que tiverem ingerido bebida alcoólica 12 horas antes da doação; que tiverem feito tatuagem ou piercing há menos de 1 ano; e os que tiveram hepatite após os dez anos de idade.

Ascom/Hospital do Subúrbio
(71) 3271-8674