HS participa de 3º Encontro Alagoas, Bahia e Sergipe em Doação e Transplante

Home Notícias do HS HS participa de 3º Encontro Alagoas, Bahia e Sergipe em Doação e Transplante

001O Hospital do Subúrbio participou, nos dias 30 e 31 de maio, no Hotel Vila Velha, em Salvador, do 3º Encontro Alagoas, Bahia e Sergipe em Doação e Transplante (ALBASE). Amplamente parabenizado durante o evento por ser preocupado e atuante no quesito doação de órgãos, o HS conquistou, no ano passado, como enfatizaram os organizados do Encontro, a 2ª posição no ranking das unidades de saúde baianas que mais realizaram notificações de potenciais doadores de órgãos, atrás apenas do Hospital Geral do Estado.

 “Através da ALBASE compartilhamos experiências com instituições importantes e reconhecidas no país, como o Hospital Albert Einstein, e percebemos que, apesar de nossas dificuldades diárias no processo de doação de orgãos, trabalhamos em uma instituição que possibilita o treinamento dos seus profissionais e investe na melhoria do trabalho da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos, Tecidos e Transplantes, a CIHDOTT”, pontuou a psicóloga do HS, Patrícia Ribeiro. 

002Participaram da atividade representantes da CIHDOTT do HS (a coordenadora do Serviço Social, Simone Alencar, as assistentes sociais Fernanda Almeida e Priscila Santos e a psicóloga Patrícia Ribeiro) e de outras unidades de saúde da Bahia e de outros estados. No ano que vem, a ALBASE acontecerá na cidade de Aracaju, no Estado de Sergipe. O objetivo é traçar metas e avaliar as dificuldades encontradas pelos hospitais dos três estados do Nordeste no que tange à captação, doação e transplante de órgãos e tecidos.

Curso – Desde março deste ano, o HS participa de curso na Escola Estadual de Saúde Pública (EESP), em Salvador, com o objetivo de aperfeiçoar as ações internas de captação de órgãos e tecidos. “O curso nos possibilita melhorar a abordagem aos profissionais do hospital e aos familiares dos pacientes. O próximo passo é socializar as informações recebidas, despertando nos demais colegas a importância de se notificar os potenciais doadores”, considera Fernanda Almeida, assistente social do HS. Para a assistente social Priscila Santos, o curso fortalecerá a atividade de notificação de doadores no HS, orientando ainda mais os profissionais de saúde sobre este tema. O curso prossegue até março do próximo ano.

Sobre a CIHDOTT – A CIHDOTT organiza rotinas e protocolos para possibilitar o processo de doação de órgãos e tecidos. Ela articula-se com os profissionais de saúde para otimizar o processo de doação e captação, e com a Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos do Estado da Bahia (CNCDO/BA), notificando as situações de possíveis doações de órgãos e tecidos.

Através da CIHDOTT, o HS coloca em prática programas de educação continuada de todos os seus profissionais sobre o tema para que eles compreendam o processo de doação de órgãos e tecidos.

Cabe à comissão, em conjunto com a CNCDO, adotar estratégias para aperfeiçoar a captação de órgãos e tecidos, promover programas de educação e sensibilização dirigidos à comunidade, e estabelecer critérios de eficiência que possibilitem a análise de resultados, encaminhando-os à CNCDO.