Hospital do Subúrbio promove ações na Semana Nacional de Doação de Órgaos

Home Notícias do HS Hospital do Subúrbio promove ações na Semana Nacional de Doação de Órgaos

Em alusão à passagem da Semana Nacional de Doação de Órgaos, o Hospital do Subúrbio (HS), através da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos, Tecidos e Transplantes (CIHDOTT), promove, até a próxima sexta-feira (27), ações com o objetivo de mobilizar os colaboradores e pacientes da unidade sobre a prática de doação de órgãos e tecidos. Dentre as atividades, destacam-se a realização de quizzes, planfetagem acompanhada de orientação e distribuição de laços na cor verde que simbolizam a doação. Está previsto também sorteio de camisas entre os colaboradores sentinelas.

“O nosso objetivo é sensibilizar os colaboradores e pacientes do hospital sobre a importância da doação de órgãos e tecidos”, afirma Simone Alencar, coordenadora da CIHDOTT. De acordo com o Ministério da Saúde, nos últimos dez anos, o Brasil dobrou o número de doadores, passando de 7.500 para 15.141 cirurgias. Apenas no primeiro semestre de 2013, foram realizados 11.569 procedimentos.

O país é responsável pelo maior sistema público de transplante do mundo, com 27 centrais de notificação, captação e distribuição de órgãos, 11 câmaras técnicas nacionais, 748 serviços distribuídos em 467 centros, 1047 equipes de transplantes e 71 organizações de procura por órgãos. De acordo ainda com o Ministério, mais de 50% das famílias brasileiras, ao perder um ente, são favoráveis à doação de órgãos.

Em 2010, havia 59.728 na fila aguardando no Sistema Brasileiro de Transplantes. Eram pessoas que já estavam prontas para a cirurgia e em avaliação médica. Já em 2013, houve uma redução de 35% neste número, passando para 38.759 (até junho) pessoas em espera.

 Sobre a CIHDOTT

A Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos, Tecidos e Transplantes (CIHDOTT) do Hospital do Subúrbio organiza rotinas e protocolos para possibilitar o processo de doação de órgãos e tecidos. Ela articula-se com os profissionais de saúde para otimizar o processo de doação e captação, e com a Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos do Estado da Bahia (CNCDO/BA), notificando as situações de possíveis doações de órgãos e tecidos.

É a CIHDOTT que identifica os recursos diagnósticos disponíveis no hospital, necessários para a avaliação do possível doador de órgãos e/ou tecidos, e disponibiliza os insumos necessários para a captação efetiva destes. Sob sua responsabilidade, está a realização e garantia de uma adequada entrevista familiar para solicitação da doação.

Através da CIHDOTT, o HS coloca em prática programas de educação continuada de todos os seus profissionais para que compreendam o processo de doação de órgãos e tecidos.

Cabe à comissão, em conjunto com a CNCDO, adotar estratégias para aperfeiçoar a captação de órgãos e tecidos, promover programas de educação e sensibilização dirigidos à comunidade, e estabelecer critérios de eficiência que possibilitem a análise de resultados, encaminhando-os à CNCDO.