Novembro é um mês importante para reafirmar os cuidados com o Diabetes

Home Notícias do HS Novembro é um mês importante para reafirmar os cuidados com o Diabetes

Novembro é um mês importante para reafirmar os cuidados que precisam ser tomados com uma das doenças que mais causam complicações. O dia 14 deste mês é lembrado como Dia Mundial do Diabetes.

A data foi inserida no calendário em 1991 pela Federação Internacional de Diabetes (IDF), entidade vinculada à Organização Mundial da Saúde (OMS), devido ao grande crescimento na ocorrência da doença em diversos países.

Cerca de 90% dos casos estão relacionadas ao Diabetes Tipo 2, que ocorre, geralmente, em pessoas obesas, com mais de 40 anos de idade, embora, na atualidade, apareça com maior frequência nos jovens, em virtude de maus hábitos alimentares, sedentarismo e stress da vida urbana.
 
Também existe o Diabetes Tipo 1, quando a produção de insulina do pâncreas é insuficiente. Em mulheres grávidas, pode ocorrer, ainda, o Diabetes Gestacional: há a presença elevada de açúcar no sangue durante a gravidez. Neste caso, geralmente, o açúcar se normaliza após o parto.
 
É importante pensar sempre na prevenção do Diabetes. Para isso, é interessante atentar para os fatores de risco, principais sintomas e consequências. Fique atento!

– Principais sintomas
 
• Aumento do volume urinário (acima de 2.500 ml por dia – observar que é volume, e não frequência)
• Sensação de sede em demasia
• Fome excessiva
• Perda involuntária de peso
• Fadiga
• Fraqueza
• Letargia
• Infecções de repetição

– Complicações do Diabetes
 
• A expectativa de vida é reduzida em média 15 anos para o Diabetes Tipo 1
• A expectativa de vida é reduzida em média 5 a 7 anos para o Diabetes Tipo 2
• Os adultos com Diabetes têm risco 2 a 4 vezes maior de doenças cardiovasculares e acidente vascular cerebral
• É a causa mais comum de amputações de membros inferiores não-traumáticas
• Cegueira irreversível
• Doença renal crônica
• Em mulheres, partos prematuros e mortalidade materna
 
Atenção: na maioria dos casos o diabetes é assintomático.

– Fatores de risco
 
• Urbanização crescente
• Idade maior que 45 anos
• Estilo de vida pouco saudável, como sedentarismo, dieta inadequada e obesidade
• Sobrepeso (IMC – índice de massa corporal maior ou igual a 25)
• Antecedente familiar
• Hipertensão arterial
• Colesterol e/ou triglicerídios maior que o normal
• História de macrossomia ou diabetes gestacional
• Diagnóstico prévio de síndrome de ovários policísticos
• Doença cardiovascular, cerebrovascular ou vascular periférica definida
 
– Prevenção
 
• Mudanças de estilo de vida
• Redução de peso
• Manutenção do peso perdido
• Aumento da ingestão de fibras
• Restrição de gorduras
• Aumento de atividade física regular
  
Fique atento à saúde e procure sempre o seu médico!

Fonte: Ministério da Saúde e Sociedade Brasileira de Diabetes