Hospital do Subúrbio completa dois anos de funcionamento com título de Acreditado

Home Notícias do HS Hospital do Subúrbio completa dois anos de funcionamento com título de Acreditado

Os números chamam a atenção: mais de 238 mil atendimentos, 14 mil cirurgias, 23 mil internações, 481 mil exames realizados e 212 mil pacientes registrados apenas na emergência. Este é o balanço de dois anos de funcionamento do Hospital do Subúrbio (HS), que completou aniversário no dia 14/9 e aproveitou a ocasião para comemorar o título de Hospital Acreditado, recebido em setembro pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). O HS, localizado em Periperi, é o primeiro hospital público com certificado de Acreditação no Estado da Bahia.

“Comemoramos o nosso segundo aniversário com a conquista da Acreditação, que foi obtida a partir do empenho de toda a nossa equipe, em um período muito curto. O grande beneficiado com este certificado é o usuário do Sistema Único de Saúde (SUS), que pode contar com um serviço de referência, devidamente capacitado para atendê-lo da melhor forma”, disse Lícia Cavalcanti, diretora técnica do Hospital do Subúrbio.

De acordo com a diretora, o certificado foi alcançado com a devida atenção a 8 passos, fundamentais para o atendimento correto ao paciente. “Alcançamos o nível 1, relacionado à segurança da assistência, englobando desde a recepção do paciente, através do acolhimento, passando pela classificação de risco, registro seguro, atenção na administração de medicamentos, exames, transporte do paciente, cirurgia segura e prevenção de infecção hospitalar. A reunião destes oito elementos fez com que conseguíssemos o título”, afirma.

Lícia Cavalcanti ressalta, ainda, que o HS, a primeira unidade hospitalar pública do Brasil a funcionar por meio de Parceria Público-Privada, tendo como concessionária a Prodal Saúde S.A. (formada pela baiana Promédia e pela francesa Dalkia), cumpriu a meta estabelecida no contrato de concessão administrativa do Governo do Estado da Bahia / Sesab / Prodal Saúde – Hospital do Subúrbio, que previa a Acreditação para o segundo ano de funcionamento da unidade. A avaliação do HS foi realizada pelo Instituto Qualisa de Gestão (IQG), em agosto, que recomendou a acreditação à ONA.

Satisfação – O bom atendimento oferecido pelo hospital é reconhecido por pacientes que são atendidos na unidade. “Gostei muito do atendimento que tive no Hospital do Subúrbio. O cuidado de toda a equipe fez com que eu melhorasse logo. A alimentação chegava sempre no horário correto e eu conseguia dormir bem. Gostei muito dos médicos. Só tenho a agradecer”, disse Maria Santana dos Santos, 67 anos, que esteve internada no hospital entre agosto e setembro.

Para Lícia Cavalcanti, o desafio e o foco de toda a equipe, a partir de agora, está, justamente, na manutenção desta qualidade. “Trabalhamos sempre para manter essa estrutura física conservada, com todos os recursos tecnológicos. Além disso, temos como desafio a motivação da equipe, para que sempre fique orgulhosa de trabalhar em um hospital como este, que tem uma política de retenção de talentos, de treinamentos e de educação permanente para todos, com uma gestão participativa e responsável”, considera.

Estrutura – O Hospital do Subúrbio foi inaugurado oficialmente no dia 13/9/10, mas somente no dia seguinte foi aberto para atendimento ao público. A unidade dispõe, atualmente, de uma equipe com 409 médicos, nas mais diversas especialidades, 231 enfermeiros e 538 técnicos de enfermagem.

O HS possui 313 leitos, sendo 60 para terapia intensiva, com perfil de urgência e emergência para pacientes adultos e pediátricos. A unidade contabiliza, também, 60 leitos de internação domiciliar, além de um moderno parque de medicina diagnóstica, com bioimagem (radiologia digital, tomografia, ultrassonografia, ecocardiografia, endoscopia digestiva e respiratória e ressonância magnética, além de laboratório de análises clínicas.

O hospital também conta com Centro Cirúrgico e um ambulatório destinado ao atendimento de pacientes egressos. Em setembro, começa a funcionar uma unidade de hemodinâmica para atendimento nas especialidades de cardiologia, neurologia e vascular.