Hospital do Subúrbio registra aumento no número de doações de órgãos

Home Notícias do HS Hospital do Subúrbio registra aumento no número de doações de órgãos

O Hospital do Subúrbio (HS) registrou aumento no número de doações de órgãos para transplantes nos primeiros meses de 2012. Do início do ano até a segunda semana de fevereiro, foram realizadas quatro captações de múltiplos órgãos e duas de córneas. Nos dois últimos meses de 2011, o HS contabilizou uma doação de múltiplos órgãos. As doações são conduzidas a partir de um trabalho coletivo que inclui famílias, equipe técnica assistencial multidisciplinar, serviço social e a Comissão Intra Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) do hospital.

A doação de órgãos é fundamental para que possamos salvar vidas. Por isso, é preciso todo um investimento nosso na concretização deste processo. Após o diagnóstico de morte encefálica de algum paciente, conversamos com a família sobre a possibilidade da doação, já que só pode ser feita com a autorização dos familiares”, esclarece Aline Grimaldi, coordenadora do CIHDOTT do Hospital do Subúrbio.

De acordo com Aline, ainda existe desinformação, por parte das famílias, sobre o procedimento que envolve a doação de órgãos. “Nós não convencemos ninguém. Trabalhamos com a sensibilização. Por isso, precisamos ter bastante atenção na forma como vamos abordar estes familiares, para esclarecer todas as dúvidas que possam existir neste momento. Muitas vezes, ainda existe desconhecimento de como acontece o procedimento”, afirma.

Após a aprovação dos familiares, a comissão entra em contato com a Central de Regulação Estadual de Captação de Órgãos, que cuida do transporte e do paciente que vai receber os órgãos.

Doação – A política nacional de transplante de órgãos e tecidos está fundamentada nas leis 9.434/97 e 10.211/01. Entre as principais informações contidas nos textos legais, está a gratuidade da doação e a conduta adequada e responsável com relação aos doadores vivos.

O Brasil possui hoje um dos maiores programas públicos de transplantes do mundo. O Sistema Nacional de Transplantes está presente em 25 estados do país, através das Centrais Estaduais de Transplantes. São mais de 1.300 equipes médicas preparadas para realizar transplantes no Brasil. Para ser um doador, é necessário manifestar o desejo para a família.