Ministro da Saúde visita o Hospital do Subúrbio

Home Uncategorized Ministro da Saúde visita o Hospital do Subúrbio

Alexandre Padilha (ao lado de Jorge Solla) conheceu as instalações e funcionamento do HS

Em meio a apertos de mão e breves conversas com colaboradores e pacientes, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, percorreu corredores e alas do Hospital do Subúrbio (HS) no final da tarde de sexta-feira, 29 de julho. Além de conhecer in loco a primeira unidade hospitalar do Brasil viabilizada por meio de parceria público-privada (PPP), Padilha anunciou o credenciamento dos 60 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital, o que implica no repasse de recursos do Sistema Único de Saúde (SUS) ao Estado para financiamento desses leitos.
“Com o credenciamento, o hospital passa a fazer parte da Rede de Saúde Toda Hora, que atua para o fortalecimento da rede de urgência e emergência”, disse o ministro. O secretário estadual da Saúde, Jorge Solla, deixou claro o papel de destaque do HS ao revelar que “10% de todos os leitos que foram habilitados estão no Hospital do Subúrbio. Isso mostra o peso da oferta”.
Acompanhado do secretário Jorge Solla e do corpo diretor do HS, Padilha destacou a qualidade do serviço prestado pela unidade que possui, segundo ele, “metas claras de atendimento”. “A região em que está localizado o hospital nunca teve um atendimento como esse”, afirmou Alexandre Padilha, em uma referência à área do Subúrbio Ferroviário.
A paciente Gláucia Gomes Garcia, internada no HS desde o dia 23 de julho, sabe muito bem como é “esse atendimento” mencionado pelo ministro. “Aqui ninguém tem do que reclamar. O paciente que está internado, independente da sua condição financeira, é tratado com carinho e presteza”, relatou. Aquela satisfação externada por Gláucia também estava nos rostos de outros pacientes cumprimentados por Padilha e no semblante de profissionais do HS, a cada “parabéns” dado pelo ministro.
O modelo de parceria público-privada adotado pelo Hospital do Subúrbio foi definido por Padilha como inovador. “O Ministério da Saúde tem estimulado este tipo de parceria dentro do Programa Qualisus para acompanhar projetos de PPPs no Brasil, em diversos estados”. E acrescentou: “Devemos inovar os meios de gestão e promover a plena integração ao SUS”.

Avanços

Durante a visita do ministro e do secretário da Saúde, foi assinado um convênio para a liberação de recursos para a reforma das emergências dos hospitais Clériston Andrade, em Feira de Santana, Luiz Viana Filho, em Ilhéus, e Hospital Geral de Vitória da Conquista. A Bahia ainda receberá recursos para a construção de seis novas unidades de pronto atendimento (UPAs).
A implantação do Programa de Internação Domiciliar do Ministério da Saúde, tendo como base o exemplo da Bahia, também foi informada por Alexandre Padilha como próximo serviço a ser prestado à população, visando a desospitalização precoce de pacientes. Antes de conhecer o HS, o ministro já havia visitado o Hospital da Criança, em Feira de Santana, onde anunciou o credenciamento de 20 leitos de UTI da unidade.