Quadrilha da Terceira Idade anima São João do HS

Home Uncategorized Quadrilha da Terceira Idade anima São João do HS

Ranayane Custódio (no meio) participou do São João do HS

Com a proximidade dos festejos de São João, o Hospital do Subúrbio (HS) promoveu uma tarde de descontração tipicamente junina que reuniu acompanhantes, pacientes e profissionais da unidade hospitalar, na segunda-feira, 20 de junho. A animação ficou por conta da quadrilha formada por integrantes do Grupo da Terceira Idade “Fonte da Vida”, do Serviço Social do Comércio (Sesc Bahia), que se apresentou no amplo corredor próximo às enfermarias pediátricas e surpreendeu a todos ao mostrar disposição e energia durante a coreografia embalada por um autêntico forró.
A vitalidade dos 45 idosos do Grupo Fonte da Vida serviu, segundo a coordenadora do Serviço Social, Aline Grimaldi, como exemplo para que pacientes, acompanhantes e os próprios colaboradores do hospital se sentissem motivados pelo alto astral do grupo. “Ver idosos cheios de saúde e disposição, em um hospital, nos motiva para que possamos chegar na velhice da mesma forma e com esse mesmo gosto pela vida”, observou Aline. Ela ainda destacou a integração entre crianças, idosos e adultos proporcionada pela co-memoração junina.
Visitantes que chegavam ao hospital e pacientes que saíam de exames e passavam pelo local também assistiram à quadrilha, juntando-se aos demais usuários e colaboradores do HS. A plateia aproveitou para registrar, com máquinas fotográficas, a apresentação dos idosos. Foi isso o que fez Yara Alves Custódio, mãe da paciente Ranayane Custódio, de 6 anos, que posou para fotografias ao lado do grupo junino. “Tiramos muitas fotos”, disse Yara, que pretende montar um álbum com imagens dos momentos de alegria da filha no hospital.
Um dia após a apresentação da quadrilha, o São João do HS continuou com atividades na Pediatria. Brincadeiras, brindes, conversas sobre a história, culinária, vestimentas e músicas relacionadas à festa de São João integraram a programação infantil na terça-feira, 21 de junho, nas enfermarias pediátricas I e II. Para o lanche coletivo, foram escolhidos bolinhos de aipim, preparados especialmente para a ocasião. Mais uma vez, a pequena Ranayane participou ativamente com a sua mãe, Yara Custódio. “As atividades do hospital são maravilhosas. Elas ajudam as crianças a melhorarem mais rapidamente”, opinou Yara.
De acordo com a assistente social Daniella Bonfim, a intenção foi levar a cultura junina para dentro do HS. “Por causa da doença, essas crianças são retiradas do convívio social. Queríamos resgatar a memória cultural relacionada às festas juninas e fazer com que se lembrassem dos costumes, comidas típicas e vestimentas”, esclareceu. Para a psicóloga Ticiana Lima, a iniciativa contribui para que esses pacientes se reconheçam, de fato, como sujeitos, ainda que limitados por questões de saúde.