Hospital do Subúrbio faz homenagem às mães

Home Uncategorized Hospital do Subúrbio faz homenagem às mães

Mães participaram de atividades em homenagem ao seu dia

“Se eu pudesse, nem comia. Guardava para sempre”. Com essas palavras, mães de crianças internadas nas duas enfermarias pediátricas do Hospital do Subúrbio (HS) demonstraram quão significativo era aquele “presentinho” oferecido por seus filhos em homenagem ao Dia das Mães. O presente – uma gelatina em forma de coração – foi um gesto de delicadeza do HS às mães dos pequenos pacientes que puderam homenageá-las de maneira simbólica e bastante “saborosa”. Foi assim, marcada por emoções e arroubos de felicidade, que a Semana do Dia das Mães do HS reuniu mães e filhos em uma programação repleta de atividades.
De 2 a 5 de maio, mulheres e crianças estiveram unidas confeccionando murais, contando histórias, expondo sentimentos e estreitando relações. Para começar a semana de homenagens, foi realizada, na brinquedoteca de cada enfermaria, uma apresentação de fantoches com roteiro adaptado da estória do escritor Maurício de Sousa, “O Sumiço das Mães”. A programação também contou com a construção de murais: um, feito pelas crianças, com o tema “Coisas que gosto na mamãe”, e outro produzido pelas mães com o título “Ser mãe é…”. Mãe participativa, Karina Xavier colou imagens de revistas no mural e escreveu frases que descreviam o que, na sua visão, é ser mãe. “É ter amor para dar, é ser mulher e enfrentar todas as barreiras”, afirmou.
Os murais foram colocados no posto de enfermagem para qualquer um ver. “É importante que a equipe do hospital veja os trabalhos desenvolvidos, assim como as próprias crianças que passam a todo momento pelo local e param com os seus acompanhantes para ler e admirar o que fizeram. É uma forma de se reconhecerem naquele espaço”, disse a psicóloga Ticiana Lima, que coordenou as atividades na Pediatria, ao lado das professoras da Escola Hospitalar Irami Lopes e Marili Lopes, e com o apoio da nutricionista Ivoneide Abram, criadora dos arrebatadores corações de gelatina, e das equipes de Enfermagem e de Serviço Social do HS.
Uma oficina para criação de imãs de geladeira com o uso do material emborrachado E.V.A (etileno acetato de vinila) ganhou muitas participantes e ficou na lembrança das mamães. “No dia seguinte, muitas me perguntaram quando faríamos novas oficinas”, revelou Ticiana. Para finalizar a Semana das Mães, foi organizada uma tarde lúdica com direito a música, leitura de uma mensagem especial, dinâmicas e sorteio de presentes doados pelos profissionais que trabalham na Pediatria, como perfumes e sabonetes. No dia 9 de maio, a equipe de Serviço Social estendeu a homenagem às mães de todo o hospital, dentre profissionais, acompanhantes e visitantes, com a entrega de um cartão trazendo um poema.
Apesar de a homenagem ser direcionada para as mães, muitos pais participaram das atividades durante a semana e mostraram-se satisfeitos. “Achei interessante a iniciativa do hospital. Tudo isso estimula as crianças e faz com que elas se lembrem das brincadeiras que tinham com os amigos antes de estarem internadas, o que ajuda na recuperação”, comentou Rodrigo Ferreira Coelho.
Ao ouvir a opinião das mães sobre a Semana, a psicóloga Ticiana Lima se surpreendeu com os elogios e a repercussão positiva. “Nosso objetivo era que essas mulheres fizessem contato com o sentimento de ser mãe. Queríamos retirá-las dos leitos e mover essa energia que, na maioria das vezes, está presa na doença, em sentimentos ruins e angústias por verem seus filhos ou netos doentes. Era antes de tudo estimular o vínculo entre mãe e filho e fazer com que elas pudessem reconhecer o hospital como um ambiente acolhedor, multiplicador também de momentos alegres”, resumiu.