HS apresenta indicadores e projeto de acreditação ao seu corpo clínico

Home Notícias do HS HS apresenta indicadores e projeto de acreditação ao seu corpo clínico

Membros do corpo clínico e coordenadores de serviço do Hospital do Subúrbio (HS) estiveram reunidos nos dias 19 e 25 de abril para conhecerem o desempenho alcançado pelo HS nos seis primeiros meses de funcionamento e o processo de acreditação hospitalar já iniciado pelo hospital.

Médicos foram incentivados a atuar como líderes e em equipe

Durante os encontros, cada um realizado com grupos distintos e duração de cerca de três horas, a coordenadora do Núcleo de Qualidade, Janaína Régis, esclareceu a importância de se implantar a acreditação, cuja metodologia envolve a sensibilização dos profissionais para a formação de uma nova “cultura da organização dos serviços”. Isso significa reconstruir o modo de pensar e agir, tendo como base o trabalho em equipe com atuação multidisciplinar permanente.
O conceito de acreditação hospitalar e os benefícios que ela traz, ao possibilitar uma assistência segura aos usuários, foram alguns dos tópicos abordados por Janaína. Mas ela fez uma observação: esse processo não se estabelece sem o envolvimento responsável de cada um dos profissionais. Para a coordenadora da Emergência Pediátrica, Vivânia Silva, o recado foi claro. “Vemos a necessidade do envolvimento dos coordenadores e da equipe com o processo de acreditação, que precisa ser incorporado no dia a dia”, afirmou.
Na avaliação da diretora médica do HS, Lícia Cavalcanti, o médico deve exercer o seu papel de liderança para contribuir na consolidação de uma cultura interna da qualidade e da segurança. Como práticas a serem adotadas, a diretora citou a participação do médico na elaboração de protocolos assistenciais, a tomada de atitudes pró-ativas, o equilíbrio entre a independência e a interdependência do médico com a equipe, e a melhoria da comunicação entre eles.
Ao apresentar os indicadores quantitativos e qualitativos obtidos pelo hospital no semestre, a diretora médica mostrou que o trabalho dos profissionais gerou bons resultados. Os dados serviram de estímulo para que as atividades continuem em constante evolução. “O fato de termos alcançado bons resultados nos estimula ainda mais. Tivemos conhecimento da nossa produtividade e da eficácia daquilo que estamos fazendo. Agora, sabemos o que conseguimos alcançar e o que precisamos melhorar”, avaliou a coordenadora Vivânia Silva.
Em uma análise sobre a atuação das coordenações e setores, a diretora médica, Lícia Cavalcanti, incentivou a equipe a primar pela agilidade da assistência, essencial em um hospital com perfil de urgência e emergência. O convite para pôr mãos à obra foi aceito, de pronto, pela coordenadora da Emergência Pediátrica. “Sempre tive vontade, dentro da medicina, de ver um hospital público que funcionasse. Com o Hospital do Subúrbio, eu acho que o fato é possível de acontecer. Estou apostando nisso”, declarou Vivânia.