Hospital do Subúrbio promove campanha de controle de infecção hospitalar

Home Uncategorized Hospital do Subúrbio promove campanha de controle de infecção hospitalar

Mascote da campanha terá um nome

Para comemorar o Dia Internacional do Controle de Infeccção Hospitalar – 15 de maio – e conscientizar os profissionais sobre a importância da prevenção, o Hospital do Subúrbio (HS) prepara o lançamento de uma campanha institucional sobre o tema. A ideia partiu da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do HS que pretende reunir em torno da causa todos os envolvidos na assistência direta e indireta ao paciente.
A coordenadora da CCIH, Lívia Costa, ressalta que a data oficial do controle de infecção é uma homenagem ao ato de higienização das mãos – a mais importante medida para prevenir infecções. A campanha do HS, que atua como uma ação educativa voltada aos funcionários do hospital e seus usuários, permanecerá ativa durante todo o ano de 2011. “Queremos envolver os profissionais com o trabalho da CCIH e fazer com que entendam a importância de sua participação. São eles os grandes responsáveis pelo controle de infecção”, afirma Lívia.
O prazo para dar nome à campanha e ao seu mascote teve fim em 8 de abril, último dia para que funcionários do hospital dessem suas sugestões por e-mail ou as depositassem na caixa coletora situada na recepção da Diretoria do HS. A coordenadora da CCIH revela que a mobilização gerada pela campanha foi grande, com elevado número de frases propostas e nomes para o mascote que, além de representar a campanha, será o símbolo da CCIH.
Agora, é hora de aguardar a escolha dos vencedores por uma comissão especialmente criada para a função. Confiança é o que não falta ao assistente administrativo Antônio Fernando de Sá, do setor de Contas Médicas. “A partir do momento em que a gente entra em uma competição, é para ganhar. Tenho certeza que vou vencer com a escolha dos dois nomes que sugeri, para a campanha e o mascote”, diz. Mas, independente de sair ou não vencedor, Fernando reconhece que participar é um meio de interagir no ambiente de trabalho com a equipe do hospital.
A supervisora de Contas Médicas, Katiany Baião, também deixou sua opinião sobre a campanha. “É importante que todos participem. Essa é uma forma de atuarmos junto aos diversos setores e de conscientizarmos as pessoas sobre o que está acontecendo no hospital”, salienta.
Os vencedores da frase e do nome para o mascote serão conhecidos no dia 16 de maio, em evento que marcará o início oficial da campanha. Na data, serão realizadas aula expositiva, com distribuição de brindes aos convidados, atividades in loco nas enfermarias sobre higiene das mãos e premiação dos ganhadores.
O autor do título da campanha receberá um aparelho de som. Já o vencedor do nome para o mascote levará um aparelho de DVD e o segundo colocado, um telefone celular. A programação também contará com teatro de fantoches, na enfermaria e UTI pediátricas, para orientar crianças, visitantes e acompanhantes sobre as formas de prevenção e controle da infecção hospitalar.

História – Indignado com as altas taxas de mortalidade materna por infecção puerperal, o médico húngaro Ignaz Philipp Semmelweis instituiu no dia 15 de maio de 1847 a lavagem das mãos como ato obrigatório para todos, sem exceção, antes do exame das puérperas.
A medida do chamado “pai do controle de infecção” mostrou resultados satisfatórios com a simples higiene adequada das mãos. E assim, a prevenção de infecções foi ganhando notoriedade. Hoje, a data 15 de maio é considerada mundialmente como o Dia do Controle de Infecção Hospitalar.